Café verde, um novo aliado na dieta.

Além da reeducação alimentar e dos exercícios físicos, a maioria das pessoas que precisam emagrecer não recusa um auxílio externo. E o café verde tem sido um reforço bem-vindo.
Estudos internacionais já mostraram que as cápsulas à base do vegetal são eficazes, como forma complementar, no controle das taxas de açúcar no sangue e na redução do peso.
Feito com o café in natura, antes de ser torrado, o café verde é rico em antioxidantes, ácidos clorogênicos, quinídeos, ligninas e trigonelina, substâncias responsáveis por seus benefícios ao organismo.
Outras pesquisas apontam também que o produto de origem 100% natural é capaz de absorver a gordura que vem da alimentação, ativando assim ometabolismo.
“E mais: por possuir altas quantidades de cafestol e kahweol, substâncias que agem inibindo a enzina GST, ele protege o fígado contra o acúmulo de açúcar que se transforma em gordura”, esclarece a nutricionista Daiana Mafort, da Nação Verde.
A dose recomendada por dia para um adulto varia entre 200 e 400mg. “A ingestão deve ser fracionada em duas vezes ao dia. O ideal é ingeri-lo trinta minutos antes das refeições. O resultado costuma ser visto após três meses de consumo do suplemento”, afirma.
Na hora de comprar, alerta a nutricionista, é importante checar no rótulo se sua composição tem 45% de ácidos clorogênicos, pois essa foi à quantidade que os estudos provaram ser suficiente para apresentar efeitos positivos à saúde.
Por não ser torrado, o grão de café verde, apresenta também uma maior quantidade de cafeína, que aumenta sensivelmente os gastos energéticos, auxiliando ainda na perda de peso. “É importante, porém, que grávidas, gestantes e pacientes com doenças crônicas consultem os seus respectivos médicos antes de ingerir o suplemento”, recomenda a nutricionista.
Fonte: Exame.com.br
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.