Alimentação saudável colabora com a saúde durante o Natal

Alimentação saudável colabora com a saúde durante o Natal

As festas se amontoam nos últimos dias do ano, e a tradição dita que devem ser realizadas com parentes e amigos ao redor da mesa. Sem dúvida, a comida é um dos grandes protagonistas das reuniões natalinas, mas o abuso de determinados alimentos pode ser prejudicial para a saúde.

Entretanto, se transformamos a moderação no principal condimento dos pratos, poderemos desfrutar de todo tipo de produtos sem que nosso organismo sofra.

“Não existem alimentos permitidos ou proibidos, o importante é a quantidade e a frequência com a qual são consumidos”, disse Mónica Navarro Indiano, vice-presidente da Associação de Dietistas-Nutricionistas de Madri (Espanha). De fato, “no contexto de uma dieta saudável e consumido de maneira ocasional, tudo vale”, acrescentou a especialista.

Na hora de escolher os alimentos que vamos consumir nas celebrações natalinas, temos que seguir algumas recomendações.

– O menu deve ser “variado e incluir todos os ingredientes: hidratos de carbono, proteínas e gorduras”, disse Salvador Tranche, secretário da Sociedade Espanhola de Medicina da Família e Comunitária.

– Além da característica hipercalórica, os menus natalinos contêm normalmente uma grande quantidade de proteínas e gorduras. Por isso, “no restante das refeições do dia é recomendável comer alimentos de baixo valor calórico, ricos em fibra e hidratos de carbono, como frutas, verduras e algum lácteo”, recomendou Mónica.

– As necessidades calóricas não são as mesmas para um homem e para uma mulher e também variam em função de outros fatores como a idade, a altura, o peso e a situação fisiológica. “Mas em média necessitamos cerca de 2.500 Kcal por dia”, explicou a nutricionista. “Uma comida ou jantar típico natalino costuma contribuir com em torno de 1.200 Kcal”, advertiu.

O truque é reduzir as porções
Para acompanhar as comidas natalinas, a nutricionista recomendou beber água, pois é o “ideal para hidratar e degustar melhor os sabores dos alimentos. Além disso, não fornece calorias”, ressaltou.

Os adultos podem tomar “bebidas alcoólicas de baixa graduação como o vinho ou o champanhe, mas devem levar em conta que aumentam o conteúdo energético do menu natalino em 7 quilocalorias por grama de álcool consumido. Assim, um copo fornece cerca de 80 quilocalorias”, afirmou.

Para desfrutar das delícias natalinas sem prejudicar nossa saúde, Mónica Navarro ofereceu algumas sugestões para levar à mesa.

Um menu saudável seria composto por croquetes de camarão como entrada, um primeiro prato a base de alface com salmão, lombinho ao roquefort com batatas assadas como segundo prato, tudo isso acompanhado de pão branco, e de sobremesa, frutas secas com sorvete de limão com champanhe.

A outra opção recomendada pela nutricionista começaria com uma tábua de presunto e lombo curado seguida por um salpicão de mariscos. Como prato principal batatas douradas ao sal com pão branco para acompanhar. A sobremesa seria um fondue de frutas com chocolate e cidra.

“O truque é reduzir o tamanho das porções porque há maior número de pratos, compensar com o restante de comidas do dia e não exagerar com as bebidas alcoólicas, os doces, ou as sobremesas hipercalóricas”, argumentou. Pois, segundo diz a especialista, uma bebida que não seja água e um pedaço de torta de sobremesa podem aumentar em 400 ou 500 quilocalorias a participação energética do menu.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.